Publicidade
Botão de Assistente virtual
Opinião

Urnas indevassáveis

Por Cláudio Brito
Publicado em: 05.08.2022 às 03:00

Lembro-me ainda de antigas eleições, quando, no rádio, alguém anunciava: "Urna aberta, resultado no ar!" Era o complemento da informação que assegurava que as urnas não eram passíveis de invasões ou quaisquer fraudes, revelando a pura verdade só depois de abertas sob a segurança da Junta Apuradora, submetidas à fiscalização dos partidos, mais ainda o Ministério Público e o Juiz Eleitoral. Perguntados, todos diziam que aquelas pequenas sacolas de lona, que guardavam os votos coletados durante todo o dia do pleito, eram absolutamente indevassáveis, pois fechadas no começo da votação, sem qualquer conteúdo e sob olhares de fiscais e mesários, com fechos de pequenos cadeados e mais a vedação de sua fenda para a coleta das cédulas. Um papel colado e assinado pelos presentes impedia que alguém enfiasse algo indevido na urna. Depois, na apuração, em ginásios ou outros amplos locais, "a cobra fumava" e tudo podia acontecer, pois seria mesmo impossível um controle absoluto sobre todas as mesas onde ficavam os escrutinadores.

Relato tais circunstâncias para dizer que relevantes serviços os jornais do Grupo Sinos prestaram à sociedade nesta semana, com a matéria muito bem articulada e produzida pelo colega Eduardo Amaral e as editorias que a finalizaram. A segurança das urnas eletrônicas foi suficientemente demonstrada, também nos meios digitais, para que os eleitores sintam-se plenamente seguros da verdade que as urnas revelarão.

Hoje sim, as urnas são equipamentos que ninguém consegue invadir ou devassar.


O artigo publicado neste espaço é opinião pessoal e de inteira responsabilidade de seu autor. Por razões de clareza ou espaço poderão ser publicados resumidamente. Artigos podem ser enviados para opiniao@gruposinos.com.br
Gostou desta matéria? Compartilhe!
Encontrou erro? Avise a redação.
Publicidade
Matérias relacionadas

Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.