Publicidade
Botão de Assistente virtual
Notícias | Rio Grande do Sul VERÃO

Depois de muito calor, tarde termina com chuva nos vales do Sinos e do Paranhana

Há risco de temporais no fim de semana; Uruguai e Argentina tiveram recordes de calor nesta sexta

Publicado em: 14.01.2022 às 19:19 Última atualização: 14.01.2022 às 20:51

Após mais um dia de muito calor no Rio Grande do Sul - às 16 horas São Leopoldo tinha sensação térmica de 43 graus -, a tarde desta sexta-feira (14) termina com chuva na região dos vales do Sinos e do Paranhana. Em Novo Hamburgo, a chuva veio acompanhada de poucos raios e vento fraco, sem registro de transtornos. Em São Francisco de Paula choveu 50 milímetros em uma hora por volta das 17 horas, o que provocou pontos de alagamento no Centro. No Litoral Norte o tempo fechou, mas não chovia até pouco depois das 19 horas.

Tarde desta sexta-feira terminou com céu nublado no Litoral Norte gaúcho
Tarde desta sexta-feira terminou com céu nublado no Litoral Norte gaúcho Foto: GES
A MetSul Meteorologia já havia alertado que, a partir desta sexta-feira, a onda de calor entraria em uma fase de umidade, potencializando o risco de temporais. O risco maior é para sábado, domingo e a primeira metade da próxima semana.

Segundo a MetSul, ar quente e umidade são combustíveis para temporais. Quando o primeiro dos ingredientes, no caso o calor, ocorre em excesso, o risco de tempo severo aumenta muito. "E não apenas isso. Não apenas cresce a possibilidade de temporais como de tempestades muito forte e até em alguns casos destrutivas, especialmente em dias de calor extremo", resume a meteorologista Estael Sias.

Imagem do Observatório Heller-Jung mostra chuva sobre Novo Hamburgo neste fim de tarde
Imagem do Observatório Heller-Jung mostra chuva sobre Novo Hamburgo neste fim de tarde Foto: Observatório Heller-Jung/Divulgação

Recorde de calor no Uruguai e na Argentina

A sexta-feira foi mais um dia de calor intenso também no Uruguai e na Argentina. De acordo com a MetSul, fez 41,2 graus em Montevidéu, uma das maiores temperaturas já registradas na capital uruguaia. Em Florida fez 44 graus, a temperatura mais alta já registrada no Uruguai. Em 1º de janeiro de 1943 os registros oficiais também anotaram máxima de 44 graus em Florida.

Em Buenos Aires a temperatura chegou a 41,5 graus, a segunda mais alta da história da capital argentina. O dia mais quente na cidade foi 29 de janeiro de 1957, quando os termômetros marcaram 43,3 graus. A cidade de Mar del Plata registrou nesta sexta a maior temperatura da história: 41,9 graus.

Gostou desta matéria? Compartilhe!
Encontrou erro? Avise a redação.
Publicidade
Matérias relacionadas

Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.