Publicidade
Botão de Assistente virtual
Notícias | Rio Grande do Sul SAÚDE

Litoral e Serra poderão aderir ao programa de testagem para Covid-19 neste verão

Municípios que recebem maior circulação de pessoas no verão podem aderir à terceira fase do Testar RS

Publicado em: 26.11.2021 às 21:23 Última atualização: 26.11.2021 às 21:33

Os municípios gaúchos que recebem um aumento populacional nos meses de verão, como Litoral, Serra e Fronteira, e os municípios com mais de 100 mil habitantes já podem aderir à terceira fase do Testar RS, programa estadual de testagem diagnóstica de Covid-19. Foi publicada portaria da Secretaria da Saúde (SES), que regulamenta o repasse de R$ 30 mil em parcela única para os municípios aderirem.

Testes para detecção do Covid-19
Testes para detecção do Covid-19 Foto: Roque de Sá/Agência Senado
Essa nova fase tem objetivo de testar a população por livre demanda, independentemente de a pessoa apresentar sintomas da doença, e em locais de grande movimento. Os gestores municipais escolherão onde instalar os pontos de testagem, com intuito de alcançar o maior número de pessoas. O espaço deverá funcionar entre dezembro e março, nos horários e dias mais estratégicos, de acordo com a realidade local. As equipes municipais que trabalharem nestes pontos precisam garantir agilidade no atendimento, separar pessoas sintomáticas das assintomáticas, e realizar todos os protocolos de isolamento de possíveis casos positivos.

“Precisamos, mais do que nunca, reforçar a vigilância e identificar onde o vírus está circulando para que não ocorra no Brasil e o no Rio Grande do Sul o que estamos vendo nos países da Europa, que estão com um novo pico da Covid-19. É um momento de muito trabalho”, disse a secretária da Saúde, Arita Bergmann, aos coordenadores regionais de Saúde e aos gestores municipais durante a apresentação do projeto na última quinta-feira (25).

O exame aplicado será o teste rápido de antígeno. O Rio Grande do Sul recebeu 148 mil testes do Ministério da Saúde para esse fim, e a SES realizou a compra de mais 320 mil testes. A chefe da Divisão de Vigilância Epidemiológica, do Centro Estadual de Vigilância em Saúde (Cevs), Tani Ranieri, explicou que o teste de antígeno é uma forma eficaz e barata de rastreamento, e que a testagem em larga escala por livre demanda da população é uma proposta utilizada mundialmente. 

O Testar RS

O projeto Testar foi criado em julho de 2020 para ampliar o teste diagnóstico de Covid-19 com exames de RT-PCR de biologia molecular. A segunda fase do projeto foi implementada em agosto de 2020, com a criação de centrais regionais e municipais de triagem, descentralizando os testes do Laboratório Central do Estado (Lacen/RS). A partir de junho deste ano, começou a utilização de testes rápidos de antígeno, além de RT-PCR. A terceira fase do projeto, iniciada nesta quinta-feira, prevê a utilização de testes rápidos para detecção de casos assintomáticos em locais de grande circulação de pessoas.

Gostou desta matéria? Compartilhe!
Encontrou erro? Avise a redação.
Publicidade
Matérias relacionadas

Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.