Publicidade
Botão de Assistente virtual
Notícias | Região CRIME ORGANIZADO

'Não estou entendendo', diz mulher presa em Novo Hamburgo por aplicar golpe dos nudes em Goiás

Suspeita de lesar fazendeiro em quase R$ 500 mil foi surpreendida por policiais em casa, no bairro Vila Diehl, na manhã desta quinta-feira

Por Silvio Milani
Publicado em: 23.06.2022 às 09:06 Última atualização: 23.06.2022 às 16:04

Acusada de integrar quadrilha do Vale do Sinos que aplica o golpe dos nudes em todo o País, uma mulher de 39 anos foi presa no início da manhã desta quinta-feira (23) em casa, no bairro Vila Diehl, em Novo Hamburgo. “Não estou entendendo o que está acontecendo”, disse ela, ao abrir a porta para os agentes. A operação é da Polícia de Goiás, com apoio do Departamento Estadual de Investigações Criminais (Deic) do Rio Grande do Sul e da 1ª DP de Novo Hamburgo.

Polícia de Goiás faz operação contra o golpe dos nudes no Vale do Sinos
Polícia de Goiás faz operação contra o golpe dos nudes no Vale do Sinos Foto: Diego da Rosa/GES
“Só estou eu e meu filho em casa”, falou a hamburguense, assustada, ao ser acordada pelos policiais, às 6h50. Meia hora depois, chegou a mãe dela. Após as buscas na residência da Rua Dois Irmãos, a golpista saiu algemada pela escada, observada pelo filho adolescente. O nome não é informado por conta da Lei de Abuso de Autoridade.

Homem perdeu quase R$ 500 mil

A hamburguense estava com mandado de prisão temporária, segundo a Polícia de Goiás, por participar da chamada “sextorsão” contra um fazendeiro de 26 anos de Rio Verde, no sudoeste de Goiás. Como em todos os casos, o homem foi seduzido nas redes sociais por uma jovem atraente, que ele acreditou ser real. Depois que evoluiu para o “sexo virtual”, com troca de imagens íntimas, passou a ser extorquido por um criminoso que se passava pelo pai da menina e, mais adiante, por falsos policiais, que exigiam dinheiro para não prendê-lo por pedofilia. Pagou um total de R$ 480.400,00 à quadrilha, entre janeiro e março deste ano.

Outros quatro presos

Até as 9 horas desta quinta, outros quatro suspeitos foram presos. A operação empregou 50 agentes para cumprir oito mandados de prisão e 12 de busca. Além de Novo Hamburgo, houve investidas em São Leopoldo, Taquara, Igrejinha e Nova Santa Rita.

Gostou desta matéria? Compartilhe!
Encontrou erro? Avise a redação.
Publicidade
Matérias relacionadas

Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.