Publicidade
Botão de Assistente virtual
Notícias | Região APÓS CÁRITAS

Jackson Müller é exonerado e presidente da Câmara de Canela assume Secretaria do Meio Ambiente

Nomeação de Alfredo Schaffer ao cargo aconteceu nesta terça-feira (24); servidores afastados da pasta também foram desligados

Por Fernanda Fauth
Publicado em: 24.05.2022 às 13:39 Última atualização: 24.05.2022 às 14:51

No dia seguinte ao pedido de exoneração de Jackson Müller do cargo de secretário do Meio Ambiente de Canela, a prefeitura apresenta o substituto. A partir desta terça-feira (24), o presidente da Câmara de Vereadores da cidade, Alfredo Schaffer, é o novo titular da pasta.

"Alguns falaram que eu era louco por pegar uma secretaria e ter que recomeçá-la praticamente do zero. Mas o dever com a cidade fala mais alto. Talvez seja o maior desafio da minha vida", afirma Schaffer, em sua primeira fala como secretário.

Alfredo Schaffer é o novo secretário de Meio Ambiente de Canela
Alfredo Schaffer é o novo secretário de Meio Ambiente de Canela Foto: Fernanda Fauth/GES-Especial

 O anúncio oficial foi nesta manhã, no gabinete do Executivo, em coletiva de imprensa. Esta foi a primeira vez que o prefeito Constantino Orsolin se manifestou sobre a oitava fase da Operação Cáritas. Na ação mais recente da Polícia Civil, que investiga corrupção em contratos públicos, o então representante da pasta ambiental, Jackson Müller, foi preso e seis servidores em cargos em comissão foram afastados. De acordo com a Prefeitura, além de Müller, os servidores também foram exonerados na segunda-feira (23).

Um procedimento interno será instaurado para analisar e apurar os fatos e os contratos em andamento. Para repor os servidores, o novo secretário pretende criar um processo seletivo para contratação de técnicos.

"Estou procurando entender como está a Secretaria. O processo seletivo será totalmente apartidário, quero contar com pessoas que possam integrar a equipe, mantendo eficiência e transparência. Um diagnóstico terá que ser feito, não podemos sair promovendo mudanças sem ver a real situação e saber qual caminho iremos tomar", conta.

"Hoje, devemos ter mais de 150 processos em análise. Esse seria o principal desafio, junto da fiscalização, como de áreas irregulares e outras questões. Precisamos estancar os problemas e montar um fluxograma, outra grande meta para os próximos três meses. Para que o morador ou empresário que venha procurar o serviço, que entenda como é o processo de licenciamento ou alvará. É trazer tranquilidade e montar o passo a passo, um trabalho mecanizado", diz Schaffer.

Do outro lado do balcão

Na Câmara de Vereadores, Alfredo Schaffer foi um dos organizadores da primeira edição do Fórum Urbanístico de Canela, que trouxe debates e painéis sobre diversos assuntos como meio ambiente, urbanismo e Plano Diretor. Na presidência do Legislativo também foi um dos parlamentares que solicitava informações com frequência sobre problemas da cidade, como os alagamentos em bairros próximos de arroios e regularização de loteamentos habitacionais.

Agora, como secretário, ele precisará trabalhar estas questões. "São problemas que temos, as enchentes, diria talvez até a regularização fundiária. E precisamos abarcar isso aí. De imediato, temos que utilizar projetos que foram feitos em outras cidades, como Porto Alegre e Caxias do Sul. Então já estou em contato com outros secretários de Meio Ambiente, vendo como foram resolvidas as situações, para podermos implantar logo aqui. Temos que ter um olhar macro sobre as dificuldades, não apenas trazer soluções temporárias", complementa.

Contratos investigados

Dois contratos citados e que estão sob investigação na Operação Cáritas dizem respeito à coleta de lixo seletivo em Canela e na montagem de três Estações de Tratamento de Esgoto (ETE's): Parque do Lago, Vila Miná e Chacrão.

De acordo com Orsolin, uma equipe está analisando as documentações. "Cada caso é um caso. O lixo é serviço essencial, não pode parar. Em relação às ETE's, provavelmente vamos chamar a Corsan. Mas possivelmente será rescindido", conclui o assunto.

Gostou desta matéria? Compartilhe!
Encontrou erro? Avise a redação.
Publicidade
Matérias relacionadas

Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.