Publicidade
Botão de Assistente virtual
Notícias | Região CANELA

'Não participo de licitação e não administro hospital', diz vereador à Comissão de Ética

Alberi Dias, suspeito investigado pela Operação Cáritas e denunciado no Legislativo por falta de decoro parlamentar, apresentou sua defesa na Câmara

Por Fernanda Fauth
Publicado em: 13.05.2022 às 03:00

O vereador Alberi Dias apresentou na segunda-feira (9) sua defesa na Comissão Parlamentar Processante da Câmara de Vereadores de Canela. Suspeito pela Operação Cáritas, uma denúncia contra o político foi realizada no final de março, quando um morador canelense protocolou a solicitação argumentando falta de decoro. Com a presença do advogado, Tiago Botenne, Dias respondeu aos questionamentos durante aproximadamente 40 minutos.

Alberi Dias (MDB)
Alberi Dias (MDB) Foto: Fernanda Fauth/GES-Especial

Em sua fala, disse que "ninguém sabe o porquê é suspeito" e "que se não é ato político, não sei o que é". Também reiterou que sofreu humilhações. "Saí do escritório, fui descansar, tomar um sol e olha a humilhação que tive que passar", refere-se, quando preso pela segunda vez, em um clube no final de dezembro de 2021.

Quando perguntado sobre suas relações com outros suspeitos investigados, ele foi enfático. "Eu não faço falcatrua, não sei fazer coisa errada, não participo de licitação de Prefeitura, não administro o hospital, não liguei para a administração do hospital, não liguei para secretário pedindo para dar serviço. Eu sou contabilista. O Denis, eu não sei nem onde mora, muito mais que vou dar propina. Chamem ele, o Ratinho, para ouvirem eles", disse, citando outros suspeitos.

Roberto Grulke, presidente da Comissão, respondeu. "Não estamos investigando, não vamos buscar provas. Quem tinha que ter arrolado, seria o próprio escritório de defesa ou o próprio denunciado".

Ao final, o advogado do parlamentar enfatizou que não há ação penal correndo contra seu cliente ou denúncia firmada até o momento pelo Ministério Público. Alberi concluiu afirmando que espera pela absolvição.

A Comissão Processante agora trabalhará em um relatório para apresentação aos vereadores.

Gostou desta matéria? Compartilhe!
Encontrou erro? Avise a redação.
Publicidade
Matérias relacionadas

Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.