Publicidade
Notícias | País Adolescente com facão

'Cena de terror', diz secretária de educação após chacina em escolinha de Santa Catarina

Polícia confirma a morte de três crianças e de ao menos uma professora; motivação do ataque ainda é desconhecida

Por Juliana Flor
Publicado em: 04.05.2021 às 12:26 Última atualização: 04.05.2021 às 13:46

Jovem invadiu escolinha Aquarela, em Saudades Foto: Reprodução/ Rádio Centro Oeste
Ainda muito abalada com a chacina em uma escola de educação infantil de Saudades, a secretária de Educação do município catarinense conta que foram "cenas de terror" vistas no local na manhã desta terça-feira (4). Assim que soube do ataque, Gisela Ivani Hermann correu para a escola Escola Infantil Pró-Infância Aquarela. O local atende alunos do berçário até três anos.

Quando chegamos lá, tinha uma cara deitado no chão, mas ainda vivo, uma professora morta, uma criança morta também. A sala estava fechada, não deixaram a gente entrar.

Gisela Ivani Hermann | Secretária de Educação de Saudades

 

Até o momento, a Polícia confirma a morte de três crianças e uma professora. Nenhuma delas teve o nome ou idades divulgadas. Muito ferida, uma segunda professora teria sido socorrida ao hospital, mas morrido na casa de saúde. A informação, no entanto, ainda não foi confirmada pelas autoridades.

Por volta das 10h30, a Brigada Militar da cidade recebeu pedidos de socorro depois que um adolescente entrou na escola com facão e desferiu golpes contra professoras e alunos. "O cara entrou com o facão, uma das professoras tentou defender as crianças", revela. Segundo o relato de Gisela, o agressor estava "agonizando" no momento em que ela foi ao local. Ele teria sido contido por moradores.

O agressor, de idade ainda não confirmada, foi levado para um hospital no município de Pinhalzinho, distante 11 km de Saudades. Ele está escoltado pela Polícia. A motivação do ataque ainda é desconhecida.

Gostou desta matéria? Compartilhe!
Encontrou erro? Avise a redação.
Publicidade
Matérias relacionadas

Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.