Botão de Assistente virtual
Informe Publicitário Ensino

Estudantes da Escola de Aplicação Feevale têm aprendizagem customizada

Em 2022, Instituição oferecerá 20 itinerários formativos, que irão compor a formação dos jovens, de acordo com suas habilidades e projetos de vida

Publicado em: 13.10.2021 às 07:00

A implementação do Novo Ensino Médio, com uma organização curricular mais flexível e a oferta de diferentes possibilidades de escolhas aos estudantes, que passa a ser obrigatório em todas as escolas do país a partir de 2022, já é uma realidade na Escola de Aplicação Feevale. Desde 2020, a Instituição oferece, além da Formação Geral Básica, que contempla a Base Nacional Comum Curricular (BNCC), a personalização da trajetória escolar. Isso acontece devido à oferta dos itinerários formativos, que integram o currículo do Ensino Médio.

Escola de Aplicação Feevale
Escola de Aplicação Feevale Foto: Divulgação
Essa nova estrutura curricular proporciona a customização da aprendizagem pelo estudante, que aprofundará a sua formação em áreas do seu interesse, de acordo com as suas habilidades e projetos de vida. Na Feevale, os itinerários são semestrais, com opções pela manhã e à tarde, e desenvolvidos através de projetos, por meio da resolução de problemas a partir da observação de fenômenos, assim como as metodologias utilizadas na formação geral básica. No entanto, são ainda mais práticos e voltados ao mercado de trabalho.

Os itinerários formativos da Escola estão organizados em três formatos: por área do conhecimento (Ciências da Natureza e suas Tecnologias, Ciências Humanas e Sociais Aplicadas, Linguagens e suas Tecnologias e Matemática e suas Tecnologias); integrados (combinam mais de uma área de conhecimento); e de formação técnica e profissional, nos cursos técnicos em Administração, Desenvolvimento de Aplicativos, Gestão de Negócios Inovadores, Multimídia, Publicidade e Informática para Internet, onde os estudantes desenvolvem habilidades e trabalham competências relacionadas à comunicação, criatividade, tecnologia, empreendedorismo e desenvolvimento pessoal.

Conforme a diretora da Escola de Aplicação Feevale, Janine Vieira, o Novo Ensino Médio aplicado pela Instituição está alinhado, também, às metodologias finlandesas. Isso proporciona ao estudante, além da customização de sua trajetória escolar, o desenvolvimento de conhecimentos, habilidades, atitudes e valores capazes de auxiliá-lo a lidar com os desafios pessoais, profissionais, sociais, culturais e ambientais do agora e do futuro. “A Feevale está sempre à frente das metodologias, ferramentas e dispositivos pedagógicos inovadores. Acreditamos nessa organização curricular, que permitirá ao estudante concluir o Ensino Médio com uma trajetória personalizada, construída a partir de suas escolhas”, afirma.

Estudantes são protagonistas de suas escolhas

Essa nova proposta de currículo, mais conectada às necessidades futuras dos estudantes, vem sendo desenvolvida pela Escola de Aplicação Feevale desde 2020, quando foram ofertados os primeiros quatro itinerários formativos para os estudantes do 1º ano do 1º ciclo do Ensino Médio. Neste ano, a Escola ofereceu nove itinerários para os adolescentes dos dois primeiros anos. Em 2022, a oferta será ainda maior, com a disponibilização, por semestre, de 20 itinerários formativos para todos os anos do Ensino Médio.

A professora Geraldine Thomas da Silva Juchem, que participou da elaboração dos itinerários formativos, considera os resultados muito satisfatórios. “Nestes dois anos de experiência, os estudantes estão envolvidos nesta proposta, reagindo de uma forma muito positiva, com momentos riquíssimos de troca de experiências e aprendizagem. Eles estão conhecendo as suas potencialidades, compartilhando conhecimento, sendo protagonistas de suas escolhas e direcionando o seu futuro”, enfatiza.

Para a estudante Débora Kist, a nova proposta foi bem recebida pela maneira como as aulas são conduzidas. “Vai agregar muitas coisas para a minha vida futura e até mesmo agora, na adolescência, pois os professores estão nos ajudando a entender melhor os nossos sentimentos e emoções, trabalhando com gestão pessoal e nos ensinando sobre educação financeira, por exemplo”, ressalta. A estudante Fernanda Beatriz König diz que aprendeu a usar diferentes ferramentas de criação. “Os professores abordam os assuntos de maneira clara, de uma forma dinâmica e explicando muito bem, nos auxiliando, assim, a aplicar os conhecimentos na prática”, destaca.

 

Gostou desta matéria? Compartilhe!
Encontrou erro? Avise a redação.

Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.