Publicidade
Cotidiano | Entretenimento Páscoa

Veja a receita para os ovos cozidos coloridos, tradição de Páscoa da região

Ovos de galinha pintados são típicos da região

Por André Moraes
Publicado em: 03.04.2021 às 03:00 Última atualização: 03.04.2021 às 12:14

Pintura dos ovos de galinha na Páscoa Foto: André Moraes/GES-Especial
Este é o final de semana da Páscoa, mais uma vez em período de pandemia, entre limitações e cautelas. Vale aproveitar o tempo de recolhimento para retomar o sentido original, espiritual, da data, e também rever uma tradição da região, a pintura de ovos de galinha.

Antes que Páscoa virasse sinônimo de correria e de compra de chocolates, os vales do Sinos, Caí, Paranhana e a Serra cultivavam esta antiga tradição trazida pelos imigrantes alemães. Na colônia e mesmo na cidade, ovos cozidos eram tingidos, às vezes também decorados, e então presenteados. Eles faziam parte dos ninhos que as crianças procuravam no domingo de Páscoa.

A própria pintura dos ovos é um exercício da comunhão familiar que é uma das mensagens mais interessantes das datas religiosas em geral. Quem tem criança em casa pode aproveitar para todo mundo fazer a atividade em conjunto. Nos tempos atuais de tanta interação eletrônica, é uma terapia coletiva sujar as mãos de tinta e fazer seus próprios ovinhos.

Como fazer

ovinhos de galinha pintados Foto: Acervo pessoal
Não há grandes segredos. Para começar, cozinhe uma panelada de ovos. De preferência brancos, para que a pintura apareça melhor. Depois de dez minutos de fervura, estão prontos. Com a casca, mergulhe-os em corante alimentício, que pode ser encontrado em lojas de produtos para festas ou até, às vezes, nos supermercados. Faça de várias cores.

Uma curiosidade é que durante muito tempo toda a região utilizava para pintar os ovinhos um envelopinho de anilinas especiais, que tinha cinco cores, vinha escrito em alemão e português e tinha um desenho de coelhinho estampado. A empresa que produzia as anilinas era de São Leopoldo e encerrou atividades anos atrás. Mas ainda dá para achar corantes, tanto em pó quanto líquidos, de várias marcas.

Pintura dos ovos de galinha na Páscoa Foto: André Moraes/GES-Especial

Prontos para fazer o ninho

Acima, a técnica de pintura em que os ovos de galinha foram amarrados em filó com folhas de chá ou tempero, depois mergulhados no corante alimentício. Ao lado, ovos tingidos apenas no corante. Ambas as técnicas são tradição regional. Abaixo, o processo de mergulhar os ovinhos cozidos no corante.

Existe ainda outra tradição, também cultivada nos vales do Rio Pardo e Taquari, de pintar só a casca. Durante o uso em receitas, tira-se o conteúdo do ovo pela ponta, lava-se a casca tomando cuidado para não quebrar e seca-se. Depois, pinta-se com tinta têmpera ou afim. Depois de secas, as cascas são preenchidas com amendoim doce e fechadas com papel crepom.

A vantagem dos ovinhos com amendoim é que eles se conservam por mais tempo. Só que a preparação tem que começar antes. Os ovos de galinha dá para fazer na véspera.

Várias técnicas para tingimento

Existem várias formas de pintar ovinhos. A mais tradicional da região consiste em cozinhar ovos de galinha e depois mergulhá-los, com casca, em copinhos com água quente nos quais tenha sido colocado corante alimentício.

Coloca-se na água uma pitada de sal e uma ou duas colheres de vinagre, que ajudam a conservar o ovo, caso ele possua alguma rachadura que vai deixar o interior exposto ao ar.

Os ovos de galinha cozidos podem ser mantidos em temperatura ambiente por alguns dias antes de consumir. Abre-se só na hora de comer. Depois de alguns dias, é melhor colocar no refrigerador.

Após uma semana, caso não tenham sido consumidos, deve-se tirar a casca e colocar em conserva, com água, um pouco de sal e uma colher de vinagre. A partir daí, manter refrigerado.

Alternativas

Outra forma de tingir, mais fácil, consiste em cozinhar os ovos brancos em água junto com marcela, outra tradição da Páscoa. Após os dez minutos requeridos para que fiquem cozidos, eles estarão bem amarelinhos. É preciso um ou dois punhados de marcela.

Há, finalmente, a tradição de estampar os ovos pintados. Antes de cozinhar os ovos de galinha, enrola-se cada um em um filó ou mosquiteiro, amarrado bem rente à casca, colocando-se uma folhinha de planta lá dentro (atenção, use chás ou temperos, como louro e manjerona).

Depois, cozinhe com o filó e mergulhe na tinta com ele. Retire só depois de tirar os ovos do corante. Os ovinhos ficam estampados com as folhas.

Gostou desta matéria? Compartilhe!
Encontrou erro? Avise a redação.
Publicidade
Matérias relacionadas

Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.