VOLTAR
FECHAR

Rua Emílio Leobet, 1559, sala 21 - Bairro Avenida Central - Gramado/RS - CEP: 95670-000
Fones: (54) 3286.1666 - Fax: (54) 3286.4015

PUBLICIDADE
Tecnologia

Asteroide vai passar mais perto do que a Lua na quinta-feira

Não há perigo para a Terra.

Foto por: Reprodução
Descrição da foto: Foto de um asteroide do Sistema Solar. Uma pedra dessas vai passar perto da Terra na quinta, mas sem perigo
O NEO Earth Close Approaches da Nasa, programa da agência espacial norte-americana que monitora objetos celestes nas proximidades do planeta, está apontando que um asteroide vai passar bastante perto da Terra na quinta-feira. O 2019 EA2 vai passar a uma distância de 0,00205 unidades astronômicas, o que equivale a pouco mais de 306 mil quilômetros. A Lua, como comparativo, fica a 384 mil quilômetros. Segundo os dados da Nasa, o momento mais próximo da passagem será às 01h53 do dia 22 no horário de Greenwich, o que no horário brasileiro é 22h53 de quinta-feira.

Conforme a Nasa, o 2019 EA2 tem diâmetro de 18 a 40 metros e está em velocidade relativamente lenta, 5.37 quilômetros por segundo (outros objetos semelhantes costumam ter o dobro ou o triplo da velocidade. A Nasa avisa que não há risco de impacto com o planeta. O tamanho também não seria suficiente para causar estragos em larga escala, embora seja o suficiente para chegar à superfície após entrar na atmosfera. Você não gostaria de morar exatamente no lugar onde caísse uma pedra destas, mas não precisa se preocupar com isso desta vez.


Cuidado: seus créditos do celular pré-pago podem sumir

Usuários de linhas pré-pagas estão reclamando de manobras das operadoras que acabam com créditos.

Foto por: Stock Xchng/Divulgação
Descrição da foto: Várias armadilhas para usuários de linhas de celular pré-pagas podem sumir com seus créditos
Tem usuários de celular pré-pago, de várias operadoras, reclamando que seus créditos estão sumindo. Mesmo quem não usa o aparelho, tentando fugir das altas tarifas para as ligações de pré-pago, acaba se surpreendendo com o consumo inesperado. Em casos extremos, tem gente cuja linha foi desativada por falta de créditos.

Há várias malandragens de operadoras que acabam produzindo esta surpresa desagradável para os usuários. Veja algumas delas:

1 - Crédito expirado. O usuário de pré-pago tem um prazo para colocar créditos, mesmo que não tenha consumido os anteriores. Pode variar de um mês a três meses, conforme a operadora e o plano. Algumas operadoras oferecem diferentes recargas, algumas com validade de um mês, outras de três, mas nem sempre isso fica muito claro na contratação. É importante lembrar que os créditos não podem ser apagados pela operadora, embora ela possa suspender a linha se não houver recarga após o prazo.

2 - Ligação de publicidade sacana. Muitos usuários acabam descarregando seus créditos porque recebem ligações indesejadas de publicidade, tanto da operadora quanto de outras empresas. Quando se trata de interurbano, o cliente de pré-pago, conforme o plano e a operadora, pode acabar pagando parte da ligação ou até toda a ligação.

3 - SMS indesejado. O mesmo efeito da publicidade indesejada acaba acontecendo, em alguns casos, no SMS, porque os torpedos não fazem parte de todos os planos, e em alguns casos um torpedo recebido acima de certa cota acaba abatendo nos créditos. 

4 - Apps acessando dados. Se você tem smartphone pré-pago, precisa andar com os dados móveis desligados o tempo todo na rua quando quiser evitar gastar créditos. Isso porque muitos aplicativos ficam acessando a Internet, seja para atualização, seja para conteúdo mesmo. O problema é que alguns desses apps são embutidos no sistema operacional do telefone e a própria operadora desabilita no celular a capacidade do usuário desativar seu uso de rede. Com isso, eles consomem dados até à revelia do usuário.

5 - Contratação por erro. Tem várias armadilhas na contratação de planos adicionais. Às vezes, o usuário recebe um SMS ou mensagem vendendo um plano, e clica sem querer em um link para ativar a "oferta" ou acaba contratando o plano por acidente. Algumas operadoras inclusive ligam para o usuário, e um vendedor acaba vendendo um plano sem ser muito claro sobre isso. Em muitos casos, isso vai consumir créditos que o usuário nem desconfiava.

COMO FUGIR DO PROBLEMA:

Na situação 1, é preciso estar atento para os prazos de recarga e, se necessário, ligar para a operadora quando os créditos forem deletados (o que é proibido). Na situação 4, dependendo da operadora, pode adiantar ligar e pedir que os serviços sejam desabilitados. Na maior parte das vezes, é preciso controlar manualmente o acesso dos aplicativos, tanto desligando dados móveis quanto, até, interrompendo a execução dos programas. Nas situações 2 e 3 também pode ser preciso ligar para a operadora, que em certas situações, quando se tratar de publicidade da própria operadora, ás vezes pode até devolver os créditos. Mas os problemas 2 e 3 são os mais difíceis de resolver, e alguns usuários até desistiram. A situação 5 pode ser mais fácil de fugir prestando atenção, mas costuma pegar os incautos e às vezes vitima os idosos.


Cuidado com as conexões nas férias

WiFi de aeroportos e rodoviárias ou bares pode ser muito útil, mas esteja atento com um antivírus.

Foto por: Stock Xchng
Descrição da foto: Tome cuidado com o wi-fi nas férias para evitar invasão ou roubos de dados
Nesta época de férias, vale repetir um conselho que se dá todo ano. Esteja atento com a conexão WiFi quando estiver longe de casa. As redes abertas de aeroportos, bares e locais públicos são uma mão na roda para quem está longe de casa e não tem ou estourou o pacote de dados, mas podem trazer muita dor de cabeça se você não tomar cuidado.

Conexões abertas sem senha podem ser as mais perigosas porque você pode acabar tendo seu celular, tablet ou laptop invadido, escaneado ou infectado sem saber. Não existem muitas dessas, e geralmente são operadas com softwares de segurança, mas cautela não é demais. Esteja certo de usar um bom antivírus, não aceite convites estranhos e desconfie de janelas pop-up que você nunca viu.

Em alguns lugares, mesmo com senha, é preciso cuidar com bandidos mesmo. Em aeroportos, por exemplo, há quadrilhas de hackers que tentam sequestrar dados aproveitando as conexões oferecidas. Neste caso, você deve evitar digitar senhas do aparelho em público, ou em pontos onde possa ter alguém olhando.

Vale também a precaução básica. Desative o bluetooth, porque mesmo que alguém não tente invadi-lo, pode obter dados sobre você e o seu aparelho só passando perto de você. Este cuidado é importante para quem costuma sincronizar o celular com o automóvel. Na saída do veículo, vale desativar o bluetooth.

Hora errada no celular? Horário de verão adiado causou confusão

Anualmente o Horário Brasileiro de Verão entra no terceiro domingo de outubro, mas este ano foi diferente e algumas redes esqueceram.

Foto por: Piro4d/Pixabay
Descrição da foto: Relógios analógicos não tiveram problema neste domingo
Muita gente ficou surpresa na noite de sábado (20) para domingo (21 de outubro) porque alguns celulares, tablets e computadores pareciam ter enlouquecido: simplesmente adiantaram sozinhos uma hora e não havia quem os convencesse.

O problema foi causado pelo adiamento do Horário Brasileiro de Verão. Ele entra anualmente em vigor no terceiro domingo de outubro (em 2018, isto significaria 0h do dia 21), porém foi postergado para novembro para não criar confusões na eleição. Só que algumas redes de dados não foram atualizadas. Daí os aparelhos que buscam a hora automaticamente na rede ficaram em erro.

O pior é que não é fácil de arrumar. Nos celulares com Android, por exemplo, é preciso ir nas Configurações do Aparelho, desligar a atualização automática pela rede e depois ajustar manualmente a hora. Nos aparelhos da Apple com iOS é preciso ir em Ajustes > Data e Hora, desabilitar a atualização automática e ajustar a hora.

Não se sabe durante quanto tempo vai ser preciso desligar a atualização de hora automática. Provavelmente o problema será ajustado pelas redes em poucas horas.


Capa do dia

FOLHEIE O SEU JORNAL PREFERIDO NA TELA DO SEU COMPUTADOR.

ACESSE ASSINE AGORA
51 3600.3636
CENTRAL DO ASSINANTE

51 3591.2020
CENTRAL DE VENDAS DE ASSINATURAS