Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) estão protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.
VOLTAR
FECHAR

Rua Emílio Leobet, 1559, sala 21 - Bairro Avenida Central - Gramado/RS - CEP: 95670-000
Fones: (54) 3286.1666 - Fax: (54) 3286.4015

PUBLICIDADE
Gramado

Obras na Avenida Borges vão até maio de 2019

Até esta semana, 35% do projeto de revitalização estava concluído
10/08/2018 10:53 10/08/2018 10:53

LETÍCIA ROSSA/GES-ESPECIAL
Trânsito apenas funciona no sentido Centro/Várzea Grande
Um dos cartões-postais de Gramado, a Avenida Borges de Medeiros segue um conceito padrão: ajardinamento, canteiros centrais, rede elétrica e telefônica e passeios públicos. Desde março deste ano, um novo trecho da via passa por uma revitalização para se adequar a este modelo – entre a Rótula das Bandeiras e o início da RS-115, em frente a DR Hidráulica. Estas obras deverão estar concluídas até o final do mês de maio de 2019. Ou seja: daqui a nove meses a nova Avenida Borges será entregue à comunidade.
No entanto, antes disso a Prefeitura de Gramado deve encerrar aquilo que chama de “obras civis”.

O prazo inicial para esta primeira etapa ser entregue era outubro deste ano. Porém, em função das chuvas que atrapalharam os trabalhos, esta fase inicial também deve atrasar. “Ainda não é possível estimar uma nova data, devido aos índices pluviométricos (de chuva) acima do esperado até agora”, esclarece a secretária da Governança de Gramado, Simone Bender.

ORÇAMENTO
O custo parcial para revitalização deste trecho da Borges de Medeiros é de R$ 4,5 milhões. A quantia tem sua origem no governo federal, por meio de dois contratos com a Caixa Econômica Federal. A contrapartida da Prefeitura de Gramado é de R$ 299,5 mil.

Governo federal atrasa pagamentos
Há cerca de quatro semanas, o ritmo de obras das equipes diminuiu. O motivo é a falta de pagamento do Ministério do Turismo, do governo federal, responsável por encaminhar a verba para a obra. “Mas o município, conforme anunciado, vai liberar nos próximos dias um adiantamento para que tudo volte ao seu ritmo normal, dentro do cronograma”, explica a secretária Simone.

Trabalhos de escavação, reaterro e infraestrutura
Um total de 35% do total da obra foram concluídos. Atualmente, segundo a secretária de Governança, as equipes trabalham na escavação, reaterro e infraestrutura de caixas pré-moldadas. Ainda restam ser feitos alguns serviços de escavação e colocação de caixas e dutos. Depois disso, ainda, serão executadas obras de pavimentação, passeios públicos, canteiro central e colocação dos equipamentos urbanos (bancos, pergolados e vasos).

COMO LIDAR COM OS TRANSTORNOS NO TRÂNSITO?
Segundo o secretário de Trânsito e Mobilidade Urbana de Gramado, Luiz Quevedo, “toda a obra causa transtornos, mas a administração está tendo a coragem de fazer as reformas que precisa. A revitalização da Borges é uma obra grandiosa para Gramado, que transformará o visual da cidade em um nível de qualidade ainda maior, embelezando o acesso de entrada do município e dando continuidade a um planejamento urbanístico iniciado em gestões passadas. Ou seja, o governo Fedoca está empenhado em realizar o melhor para a cidade, ainda que saibamos que temos que sofrer alguns transtornos momentâneos”

Revitalização traz um impacto econômico na cidade
A preocupação do prefeito Fedoca Bertolucci é em relação à agilidade dos trabalhos. De acordo com ele, a revitalização traz um impacto econômico na cidade, interfere na qualidade da mobilidade urbana e no conforto dos turistas. “Por isso queremos celeridade no processo”, confirma.

“Ninguém nos avisou que as obras iam começar”


LETÍCIA ROSSA/GES-ESPECIAL
Carine Galle e Anelise Ledur
Apesar de muitos motoristas e pedestres que utilizam aquele trecho se sentirem prejudicados, os mais afetados com a interdição da Borges são os comerciantes que têm empresas abertas justamente naquela área. “Antes o nosso ponto era ótimo, de frente para o Lago Joaquina e bem no caminho de quem chega pela RS-115. Mas agora ninguém mais chega”, comenta Carine Galle, que atua em uma destas lojas. “O prejuízo é enorme. Agora os carros conseguem parar aqui, mas há algumas semanas quem queria vir até aqui precisava estacionar a quadras de distância”, lembra Anelise Ledur, que tem uma empresa no local.


De acordo com elas, não foi emitido nenhum aviso referente ao início destas obras. “Ninguém nos avisou que ia começar. Simplesmente chegamos e tinha um buraco no meio da Borges. No outro dia a calçada estava toda quebrada”, afirma Carine. “O que a gente espera é mais consideração e atenção para quem trabalha aqui”, opina Anelise.



Jornal de Gramado
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Capa do dia

FOLHEIE O SEU JORNAL PREFERIDO NA TELA DO SEU COMPUTADOR.

ACESSE ASSINE AGORA
51 3600.3636
CENTRAL DO ASSINANTE

51 3591.2020
CENTRAL DE VENDAS DE ASSINATURAS