Publicidade
Esportes Bola parada

'O retorno do futebol, neste momento, não é uma prioridade', afirma Eduardo Leite

Mesmo com a valorização do protocolo repassado pela FGF, o Gauchão 2020 não possui data para voltar

Por Matheus Beck
Última atualização: 29.06.2020 às 18:03

Diego Souza (foto) marcou de cabeça para a vitória gremista no clássico Foto: Lucas Uebel/Grêmio

As ambições da Federação Gaúcha de Futebol, consentidas com as direções dos clubes gaúchos, dificilmente terão andamento nos próximos dias. O governador Eduardo Leite, durante atualização dos recursos realizados por municípios, acerca das bandeiras do isolamento controlado, falou sobre o Gauchão 2020. “O retorno do futebol, neste momento, não é uma prioridade”, afirmou.

Segundo Leite, situação não se atribui à fragilidade do protocolo proposto pela FGF. Conforme solicitado no fim de semana, o governo pediu maior período para analisar as sugestões. Leite citou a reincidência de municípios que receberiam jogos - dentro da bandeira vermelha - como um atestado negativo à liberação dos jogos. Ao mesmo tempo, estabeleceu a manutenção de trabalhos somente físicos aos clubes que já estão em treinamentos.

Mesmo com as partidas sem público, Leite afirmou que aglomerações poderiam ocorrer em casas em reuniões de amigos e torcedores, fatores que poderiam ofertar risco à propagação do novo coronavírus.

Gostou desta matéria? Compartilhe!
Encontrou erro? Avise a redação.
Publicidade
Matérias relacionadas

Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.