VOLTAR
FECHAR

Rua Emílio Leobet, 1559, sala 21 - Bairro Avenida Central - Gramado/RS - CEP: 95670-000
Fones: (54) 3286.1666 - Fax: (54) 3286.4015

PUBLICIDADE
Tecnologia

Preste bem atenção quando este ícone acender no celular

Serviço de geolocalização pode estar sendo usado sem conhecimento do usuário.

Reprodução
Ícone de geolocalização dos celulares e tablets. Quando ele está aceso, significa que o dispositivo está ativando o GPS
Preste bem atenção quando o ícone desta postagem acender no seu celular. Este é o indicador do serviço de geolocalização, ou seja, o GPS. Quando ele está aceso, significa que o aparelho está acessando a sua localização para trocar com algum programa.

Geralmente, o ícone acende quando você está usando o Google Maps ou o Waze, e eventualmente também para serviços que estão ligados à sua localização, como o iFood. Ou seja, é uma coisa positiva. Porém, nem sempre a coisa é tão inócua.

Na esteira das denúncias contra o Facebook e a empresa Cambridge Analytics, que envolviam uso de dados de usuários sem autorização, há grandes marcas se preocupando com o uso indiscriminado de dados de localização por apps. O Google já modificou sua política de transparência, o Facebook anunciou que está investigando 200 apps e a Apple anunciou que tornou mais rigorosa sua política em relação a dados de GPS dos usuários.

O problema é que algumas empresas usam os dados de geolocalização do usuário para vender. Por exemplo, um app que use seus dados de localização para fornecer a você algum serviço pode ao mesmo tempo recolher estes dados sobre você e vendê-los a empresas interessadas em enviar publicidade. Uma empresa pode estar interessada, por exemplo, em disparar publicidade para usuários de determinado app que estejam em determinada área.

O problema é que tudo isso precisa ser feito com autorização prévia, e muitas vezes ela não é pedida ao usuário, especialmente quando os dados forem repassados a terceiros. Estão começando a vigorar as novas regras da União Europeia para segurança digital, que são bem explícitas em relação ao uso de dados à revelia do usuário. Isso rende multa pesada.

Como usuário, vale a pena você conferir quando o ícone de geolocalização acende. Se você está usando o Waze, Maps ou outro serviço similar, tudo bem. Mas quando um app com menor importância começa a ativar o serviço, fique de olho. Pode não se tratar de vírus ou ameaça à sua segurança, mas evite que seus dados sejam mercadoria para compra e venda na rede sem o seu conhecimento. Quando desconfiar de abuso, desinstale o app suspeito.

Há usuários que inclusive preferem desativar o serviço de geolocalização, pela barra do celular, da mesma forma que se desativa o bluetooth, e ativar só quando forem usar o serviço de mapas. 


WhatsApp anuncia mudança nos grupos

Controles novos permitem descrição do propósito do grupo e maior controle por parte dos administradores e .

Reprodução
Logotipo do WhatsApp
O WhatsApp anunciou nesta terça-feira (15) novidades que devem tornar mais dinâmico e eficiente o funcionamento e a administração de grupos. Veja o comunicado abaixo:

Novos recursos para grupos
Os grupos do WhatsApp são uma parte importante da experiência dos usuários, seja com membros da família se conectando ao redor do mundo ou amigos de infância mantendo contato ao longo dos anos. Há também pessoas que se unem através dos grupos do WhatsApp quando possuem objetivos em comum, como por exemplo, pais de primeira viagem à procura de dicas, estudantes ao organizarem grupos de estudo, e até mesmo líderes de comunidades que acabaram de sofrer com algum desastre natural coordenando estratégias para trazer ajuda de forma eficiente e rápida a estas comunidades.

Quais são as novidades

  • Descrição do grupo: Um breve resumo encontrado nos dados do grupo que permite definir o propósito, as diretrizes ou os tópicos do grupo. Quando uma nova pessoa entrar em um grupo, a descrição aparecerá no topo da conversa.
  • Controles de administrador: Nas configurações do grupo, agora há uma opção permitindo que os administradores restrinjam quem pode alterar o assunto, a imagem e a descrição do grupo.
  • Fique por dentro: Quando você estiver fora de uma conversa em grupo, acompanhe rapidamente as mensagens que mencionam ou respondam a você tocando no ícone @ exibido no canto inferior direito da conversa.
  • Busca por participante: Encontre alguém em um grupo pesquisando os participantes na página de informações do grupo.
  • Os administradores agora podem remover as permissões de administrador de outros participantes do grupo e os criadores do grupo não podem mais ser removidos do grupo iniciado.
  • Também incluímos proteção para que os usuários não possam ser adicionados repetidamente aos grupos que deixaram. Esses recursos estão disponíveis para usuários de Android e iPhone hoje.

Esperamos que você curta e aproveite as novas atualizações!

15 de maio de 2018

Google anuncia novo serviço de nuvem

Novo produto vai englobar Drive, Sync e demais serviços de nuvem.

Reprodução
Logotipo do Google One, novo serviço de nuvem do Google que sucede Google Sync e Google Drive
O Google anunciou nesta segunda-feira (14) que está unificando seus serviços Google Drive, Google Sync e demais formas de armazenamento em nuvem, que passarão a se chamar Google One. O anúncio foi feito em um blog da empresa.

O Google One terá uma modalidade paga, para quem já assina algum dos serviços de nuvem, e estes usuários serão os primeiros a receber upgrade para o novo nome. Mas a marca pretende incluir o One para todos os usuários que já têm conta em alguma destas plataformas.

Entre as novidades, estão maior facilidade de uso, segundo o Google, maior limite de espaço (que pode ser contratado adicionalmente) e também opção de contas em família. Usuários da versão gratuita do Google Sync (ex-Google Drive) não devem observar mudanças no serviço, embora ao longo dos próximos meses devam também receber o novo app com logotipo do One.

Entre as justificativas para a mudança, segundo a empresa, estão pedidos dos próprios usuários. A ideia do One é unificar os serviços de assinatura e login do Google. Quem tem usuário registrado em algum dos serviços do Google poderá acionar todos os recursos de armazenamento através do ícone global do One.

Ainda não há informações sobre prazos definitivos de implementação. Os EUA recebem primeiro, já a partir das próximas semanas. 

No final do ano passado, o Google já havia substituído o nome Google Drive por Google Sync. Esta é a segunda mudança na plataforma em poucos meses.

Novo Android vai ter recursos para não incomodar usuário

Novidades incluem economia de bateria e multitarefa, mas Google fala, principalmente, em aliviar o peso digital sobre o usuário.

Reprodução
Logotipo genérico do sistema Android. Ainda não foi definido oficialmente o nome do Android P, que talvez se chame Popsicle
O Google apresentou esta semana a próxima versão de seu sistema operacional para dispositivos móveis, o Android, por enquanto chamada apenas Android P, já disponível em versão beta. O lançamento está previsto para agosto. Ainda não foi anunciado o nome oficial desta versão. Tradicionalmente, os Androids são nomeados em ordem alfabética, e recebem o nome de uma sobremesa ou gostosura com aquela letra: Kit Kat, Lollipop, Marshmallow, Nougat, Oreo. Especula-se que o Android P possa vir a se chamar Popsicle ("picolé").

Entre as novidades do Android P estão formas de otimizar a bateria e alguns recursos multitarefa incorporados de updates anteriores, como a possibilidade de lançar janelas de vídeo de dentro de apps - recurso que permite, por exemplo, ler o WhatsApp enquanto se assiste a um vídeo do Youtube ou streaming de tevê. Mas um dos aspectos mais destacados foi o que o Google definiu como uma opção pelo "bem-estar".

Divulgação
Imagem de divulgação do Android Oreo, atual versão topo de linha do sistema operacional móvel do Google. Tradicionalmente, as versões do Android recebem nomes de sobremesa, em ordem alfabética
O presidente da Google, Sundar Pichai, disse que quer promover o "bem-estar digital" através de um "painel de controle" com uma série de comandos que permitam, por exemplo, limitar o tempo dedicado a certos aplicativos. "Há uma pressão crescente para responder imediatamente" a todas as notificações que chegam ao telefone, mas "temos a oportunidade de fazer algo melhor" e passar do "medo de perder algo" para a "alegria de perder algo", garantiu Pichai. "Queremos dar tempo aos usuários", disse.

"O bem-estar digital vai ser um assuntos de longo prazo para nós", disse Sameer Samat, gerente de produtos na Google. O telefone indicará o tempo dedicado aos aplicativos e o número de notificações enviadas diariamente eles, para ajudar o usuário a controlar o consumo. O usuário ainda poderá programar limites de tempo - por exemplo, não mais que 15 minutos por dia neste ou naquele aplicativo.

* Com informações da AFP.


Capa do dia

FOLHEIE O SEU JORNAL PREFERIDO NA TELA DO SEU COMPUTADOR.

ACESSE ASSINE AGORA
51 3600.3636
CENTRAL DO ASSINANTE

51 3591.2020
CENTRAL DE VENDAS DE ASSINATURAS